sábado, 26 de julho de 2014

A estrela na lapela

Por Lucas Berlanza, 
publicado no Instituto Liberal
Por esses dias esteve sob meus olhos a menção a um episódio que não poderia deixar passar, tamanho o seu caráter emblemático. Era o começo da malfadada era petista em que ainda vivemos (ardentemente desejando que sejam seus estertores). Lula chegava ao posto máximo de governo no Brasil, iniciando, com alguma cautela, uma década de populismos repulsivos, escândalos, intervencionismo e irresponsabilidade. Nada que não existisse antes na história tupiniquim, é sabido, mas tudo alçado a categorias extremadas e levando o país a uma situação-limite (em vias de; sim, ainda pode e deve ficar pior).

O presidente Lula foi recebido pela primeira vez pelo presidente George Bush, eleito para a Casa Branca pelo Partido Republicano. O relato está no livro “18 dias”, do estudioso brasileiro de Relações Internacionais Matias Spektor. A direita americana e o governo empossado começavam a olhar com mais atenção para o Brasil e havia o receio da formação de um Eixo do Mal, congregando o PT, a Cuba de Castro e a Venezuela chavista. Temia-se que as principais lideranças do Foro de São Paulo conduzissem a América Latina a um rumo desastroso de relativização da propriedade privada e da liberdade – um rumo antiamericano é claro. Independente de terem se deixado iludir depois pela aparente “moderação” petista, hoje, tendo a visão direta do processo, sabemos que a impressão não estava tão equivocada.

Segundo os entrevistados de Spektor, Bush simpatizou com Lula, apesar das diferenças notórias entre seus partidos, e o entendimento inicial foi muito bom – ao contrário do que se deu mais à frente, mas isso é outra história. O que nos interessa é um fato curioso que Spektor afirma ter acontecido na reunião da equipe diplomática da presidência dos EUA. Bush teria se virado para o assessor de assuntos latino-americanos, John Maisto, e indagado:

“E aquela estrela vermelha? Você viu aquilo na lapela dele?” perguntou o presidente a Maisto.

‘É o emblema do partido’ respondeu o assessor.

“Eu sei que é o emblema do partido!” exclamou Bush. “Mas agora ele é o presidente do Brasil, não do partido”.

A estrela vermelha na lapela é um detalhe muito pequeno? Podemos concordar em responder afirmativamente. Mas insignificante? Jamais. Pouco importa o que achemos de Bush, o questionamento que ele fez é provavelmente a mais perfeita síntese da confusão original de nossa esquerda mais canhota – mais especificamente a governista, a que se encampa sob a legenda do Partido dos Trabalhadores, mas isso se aplica também a todos os militantes de partidos nanicos que mantém fidelidade “farisaica” aos leninismos mais embolorados.

Eles não são capazes de distinguir seu partido, seu grupo, seu “coletivo”, da nação – ou melhor, da sociedade. Não compreendem a diversidade do povo, não a toleram, não concebem a discussão e a divergência de opiniões. A sociedade é o partido, a sociedade é a ideologia – e por esse símbolo de um sonho irrealizável, instrumentalizado pela corrupção e pelos interesses pessoais das lideranças, mas nutrido sinceramente pelos “idiotas úteis”, tudo vale. Mais por ele que bela bandeira nacional.

Vê-se isso, por exemplo, em muitas manifestações de rua que têm transcorrido desde o “fenômeno” de junho. Abundam bandeiras vermelhas e odes a Che. O pavilhão verde e amarelo, “símbolo augusto da paz” (como diz o belo hino em sua homenagem), se aparece, é muito timidamente, envergonhado pelas destrutivas companhias.

Vê-se isso no Estado aparelhado nas diversas instâncias possíveis, quase que em simbiose com o partido – só não mais por não ter sido possível. Ainda.

Vê-se isso na divisão do país entre “nós” e “eles”, como hoje gosta de ressaltar a oposição – porque não é um verdadeiro “patriota” aquele que não comunga de suas ideias, aquele que não dissolve sua individualidade em meio à “manada” dos entusiastas. Aquele é tão-somente um inimigo da nação.

Na cultura de ódio e segregação que eles disseminam, em suas retóricas e exibições burlescas, o povo se encontra artificialmente dividido em facções, sendo muito fácil cair na tentação de patrulhar e silenciar quem não se encampa sob a bandeira do “Brasil do PT” ou do “Brasil sem pobreza”, do “Brasil da Copa das Copas”, quem se atreve ao ato de traição de criticar a velhacaria reinante.

Bush poderia ter visto apenas uma estrela na lapela. Viu mais, decerto sem saber; viu um símbolo profético de um futuro cujo peso sentimos agora. Mais do que tirar a estrela da lapela, hoje é preciso cortar o elo que a mescla criminosamente com o Estado e, principalmente, com o monopólio de toda a virtude.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

PT quer investigar aeroporto construído em MG, mas continua escondendo Rose e Erenice

Óleo de peroba – Sabem os leitores, em especial os mais assíduos, que o ucho.info não defende esse ou aquele partido ou político. Defendemos, sim, a aplicação isonômica da legislação vigente no País, sem qualquer privilégio ou distinção, para que os que vilipendiam os direitos e a dignidade dos cidadãos sejam devidamente responsabilizados e punidos por seus atos. Ao longo de décadas de jornalismo, o editor sempre deixou clara a defesa que faz do País e dos seus compatriotas, o que nos permite cobrar de qualquer político lisura e responsabilidade no exercício dos respectivos mandatos.

É com base nessa trajetória jornalística que repudiamos o jogo sujo e rasteiro do Partido dos Trabalhadores, que mais uma vez tenta de tudo para tentar continuar no poder, evitando assim que escândalos de corrupção e desmandos variados sejam descobertos, o que levaria a legenda à implosão, pois na última década o Brasil viveu o período mais corrupto de sua história.

Os petistas, assim como nove entre dez esquerdistas idiotizados, sempre defenderam a tese de que o fim justifica os meios, por isso agora insistem para que as autoridades investiguem o caso do aeroporto construído na cidade mineira de Cláudio em área que no passado pertenceu a um familiar do presidenciável tucano Aécio Neves, mas devidamente desapropriada pelo governo de Minas Gerais.

Sob o comando de Lula, especialista em cooptação de “aloprados”, o PT não apenas quer esclarecer a questão do aeroporto, mas lançou na rede mundial de computadores a informação de que a empresa que construiu o tal aeroporto fez doações de campanha para Aécio Neves e Antônio Anastasia, ex-governadores de Minas Gerais. As doações em questão foram incluídas na contabilidade das respectivas campanhas e devidamente informadas à Justiça Eleitoral. Ou seja, nada de errado há nessa operação. Se o valor das doações é maior do que o informado à Justiça Eleitoral, que o caso seja investigado a fundo e os responsáveis punidos com o rigor da lei. De igual modo deve ser o procedimento em relação à construção do aeroporto de Cláudio.

Contudo, se o propósito do PT é de fato passar o Brasil a limpo, aqui deixamos algumas sugestões para que os petistas mostrem ao País essa disposição, que por ora é duvidosa. Rosemary Noronha, ex-chefe de gabinete do escritório paulistano da Presidência da República, se apresentava aos interlocutores como “namorada de Lula” para escorar a prática ilegal do tráfico de influência. Alvo da Operação Porto Seguro, da Polícia Federal, Rose, como é conhecida a amásia do ex-presidente, simplesmente saiu de cena, não sem antes ter sua defesa entregue aos mais caros e badalados criminalistas brasileiros. Todos financiados pelo PT, até porque o silêncio obsequioso de Rose é vital para o partido.

Durante os primeiros meses após o escândalo, que veio à tona no final de 2012, Rose ficou sob a tutela de um personagem conhecido como “Eduardão”, home de confiança da cúpula petista e a quem é confiada a blindagem de “companheiros” envolvidos em escândalos. O “bodyguard” tupiniquim do PT sempre leva suas protegidas para fazendas próximas de grandes centros urbanos, como forma de facilitar o contato com advogados e permitir deslocamentos rápidos a partir de aeroportos.

“Eduardão”, o coringa dos mafiosos petistas, também deu proteção a Erenice Guerra, que assim como Rose, a Marquesa de Garanhuns, foi acusada de tráfico de influência e outros desmandos mais. Rose e Erenice Guerra caíram no ostracismo, mas nem de longe deixaram de operar e frequentar os bastidores da esquerda local. Aliás, Erenice Guerra, braço direito de Dilma Rousseff, a quem substituiu na Casa Civil, continua atuando fortemente nas entranhas do governo federal, como se fosse misto de despachante e lobista da esquerda verde-loura.

Ora, se Aécio deve ser investigado por conta do aeroporto de Cláudio – o ucho.info defende a investigação se transgressões ocorreram – o mesmo deve acontecer com Rosemary Noronha, que Lula tratou de esconder antes de estrategicamente sumir do noticiário nacional. O escândalo envolvendo Rose é tão grande, que Lula, em dada viagem à Europa, teve de deixar um hotel espanhol pela porta dos fundos para evitar os jornalistas, sedentos por informações acerca da Operação Porto Seguro.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

A grande mentira de Lula

Lula voltou a afirmar que o país, em 2002, havia perdido o controle da inflação e que o PT, após aquelas eleições, salvou a economia do caos. Talvez seja essa a maior das mentiras de Lula. Quem fez a inflação se elevar, na época, foram suas infelizes e seguidas declarações de que “mudaria tudo” no Brasil. Depois, vencidas por ele as eleições, esqueceu tudo o que falava. E realizou sua obra mais reconhecida: manteve o mesmo modelo econômico desenhado por FHC. Para alívio da Nação, os preços voltaram ao nível anterior.

Os fatos, ocorridos entre 1993 e 2002, se passaram assim:

1. FHC, ministro da Fazenda de Itamar Franco, cria o Plano Real e controla a inflação galopante.
2. O PT denuncia o Real como um “embuste” e vota contra o plano de estabilização no Congresso.
3. A nova moeda vira um sucesso e FHC se elege presidente da República, derrotando Lula no primeiro turno.
4. O PT continua contra o Plano Real, pregando sua total modificação. Os preços se mantêm, o poder de compra do povo se eleva.
5. FHC se reelege, derrotando novamente Lula no primeiro turno. A inflação segue controlada.
6. Lula diz que tudo no Brasil está errado, e que vai mudar a situação da economia.
7. Os agentes econômicos se assustam com as propostas de Lula, e a inflação volta a subir. A população se apavora.
8. Lula divulga uma carta aos brasileiros, dizendo que manterá os rumos da economia. O mercado se acalma.
9. Lula vence as eleições e mantém a mesma política de FHC. Os preços caem ao patamar que estavam com FHC. O Brasil se alivia.

Conclusão: Lula deve ter inveja de FHC. Criticou tanto o Plano Real, depois o manteve brilhando. Mordeu a língua. Ninguém esquece fácil uma derrota moral desse tamanho.

Dilmastalin decreta a ditadura do proletariado!

Pior que a corrupção e o golpe de estado é a omissão e a covardia do povo brasileiro. Idiotas políticos e patriotas de araque, a nação dos imbecis agora finalmente terá o inferno que merece. Uma nação medíocre é pior do que a mediocridade do partido dos trabalhadores, o PT.

Uma nação de acomodados é pior do que as falcatruas, as roubalheiras, a má gestão e o sucateamento do estado brasileiro. Sucateado está o povo, muito mais preocupado com o futebol do que com o futuro de seus filhos e netos.

O inferno está no poder e a impiedade virá para derrubar toda a liberdade adquirida, trucidará todos os direitos e roubará todos os sacríficios conquistados. Pior do que Dilma, pior do que a quadrilha de bandidos que está no poder, pior do que a corrupção, a roubalheira, o sucateamento de Estado e o golpe comunista, é a omissão, a covardia, a acomodação e a imbecilidade do povo brasileiro.

Uma sociedade de mais de 110 milhões de conservadores, segundo estatísticas, foi derrubada sem um único tiro dado pelos bandidos e terroristas que nos anos 60, empunhavam armas, bombas e um ódio vingativo para implementar o comunismo no Brasil. Anos depois uma simples caneta decretou o comunismo no Brasil. Não houve passeatas como em 1964, o povo não foi para as ruas protestar contra o comunismo e os militares se encolheram acovardados, "respeitosos" à Constituição brasileira e as Leis(esqueceram os Art 141 e 142 da C.F de 1988). O silêncio na nação dos idiotas é total, é supremo e só se ouve mesmo, o estopim festivo das esquerdas que finalmente golpearam o Brasil.

Os comunistas festejam o novo regime brasileiro, agora decretado definitivamente por Dilma Rousseff. Os movimentos sociais já estão no poder e agora serão definitivamente formados para constituir o novo poder político que dirigirá os novos rumos da nação. Agora "outro" decreto será oficializado no Diário Oficial e diz respeito as verbas que manterão financeiramente os capangas do PT nas novas assembleias bolivarianas que já são formadas por Gilberto Carvalho, o ministro comunista, o mesmo que participava ativamente pela coleta das propinas no esquema de Santo André, que culminou com a morte de Celso Daniel.

A oposição ridícula é menor do que todo o Congresso unido, tanto pelo Senado, quanto pela Câmara dos deputados e não passam de 240 congressistas. A maioria destes 240 congressistas não passam de farsantes e fazem oposição fantasma para se "criar a ilusão de que existe uma oposição".

A cachorrada comunista está unida e já preparou seu golpe com a omissão. Deram recesso ao congresso para que o amadurecimento dos movimentos sociais no poder, possam se ocupar dos próximos passos que serão dados pelo governo socialista do Brasil. Enquanto eles, os políticos, tiram férias, os líderes e integrantes dos movimentos sociais, vão sentenciando os novos destinos do país.

Do outro lado da trama o povo embabacado continua levando sua vidinha pacata, covarde e omissa de sempre. Fora alguns grupos ativos de pessoas que agem nas redes sociais, o restante continua assistindo as novelas, preocupados demais com os próximos capítulos que decidirão os destinos insignificantes dos personagens e tramas criadas pela esquerda para idiotizar os mais idiotas e doutrinar os que se não achavam idiotas. Outra parte está preocupada com o futebol, mesmo depois de levarem uma lavada de 7x1 da Alemanha, os imbecis, correm para a TV para assistirem preocupadíssimos, os resultados de seus times de futebol. Esse é o povo brasileiro, que já se prepara para o carnaval de 2015 e que vive torcendo pelo próximo feriado para se divertir com a família.

O futuro de seus filhos e netos não é nenhuma preocupação para essa gentalha, que faz pouco caso do que acontece no Brasil. Mas felizmente, estes covardes e omissos terão o que merecem.O HORROR DE UMA DITADURA COMUNISTA!!! E como terão!

Silenciosamente as assembleias bolivarianas, estão escrevendo os próximos passos que serão dados pelo PT para os próximos e longos meses de um país comunista.

Haverá uma "Nova Constituição", moldada na Constituição cubana e soviética, muito "boa" por sinal, que tira todos os bens materiais adquiridos por muitos omissos e covardes

Uma Constituição que desapropria imóveis, terras, chácaras, fazendas, empresas e dinheiro.

O estado do proletariado que nunca trabalhou, estudou ou se esforçou para merecer os louros da vida, querem uma grande e farta fatia de tudo que os otários covardões e omissos lutaram para obterem na vida. Vai ser fácil assim, sem trabalho e sem qualquer dedicação.

E já tem gente contente, sabendo que vai tirar uma lasquinha do outro que trabalhou duro para ter suas conquistas. No futuro tudo pertencerá ao Estado, imóveis, empresas e o dinheiro dos otários. Os salários serão congelados, reduzidos e estatizados para dar uma ilusão de igualdade social. Haverá um confisco obrigatório, característico de qualquer regime socialista e muitos perderão tudo de um segundo para outro.

Mas o brasileiro não está nem um pouco preocupado com isso, pelo menos é o que o governo acha, depois do chá de silêncio que se ouve nos quatro cantos do país. Mas há também gente preocupadíssima com a política e sobretudo com as farsas das eleições de urnas eletronicas fraudadas. Dá vontade de rir...

Mas voltando ao assunto, essa gente que ainda acredita em Papai Noel, Saci Pererê e na Mula Sem Cabeça, acham mesmo que um certo candidato( comunista fabiano) da "oposição" vai fazer a diferença e "salvar o país dos imbecis, do comunismo cubanizado.

É verdade! Acreditem, é o mesmo tipo de gente que acha que os militares bundas moles&cagadas irão "salvar" o Brasil, dando um golpe na Constituição e passando por cima do silêncio de 200 milhões de embabacados. Esse bando de idiotas, só chamando assim, são verdadeiros e ferrenhos defensores de políticos que se dizem oposição.

A mesma oposição LIDERADA por FHC que há anos vota com o PT. Aquela que desarmou a população,que votou contra os aposentados que agora descontam 11% PARA A PREVIDÊNCIA!!! (ABERRAÇÃO DAS ABERRAÇÕES!!!)

OPOSIÇÃO que criou o primeiro PNDH, que inseriu o gramscismo e o marxismo no ensino público e nas artes, que vendeu estatais para o mercado especulativo á preço de banana, que comprou a reeleição de seu candidato pagando R$ 200 milhões para cada político safado aprovar sua reeleição, que idealizou o racismo, o gaysismo, que aprovou o "indulto" para a bandidagem,que participa ativamente pela discriminalização das drogas(FHC) e participam de marcha da MACONHA, que pagou as primeiras indenizações milionárias para as famílias, e também para os terroristas bandidos que infernizaram o Brasil nos anos 60, 70 e 80, que tirou os militares dos ministérios e colocou um civil de esquerda para monitorar, reprimir e controlar as Forças Armadas, que mandou reduzir as verbas para as Forças Armadas e que posteriormente, ordenou a drástica, redução de seu contingente militar em mais de 57%.

O povão idiota tem votado na esquerda faz 20 anos, tem votado pelo socialismo, não querem mudar o regime, como disse o líder da social democracia no Brasil, o socialista fabiano FHC. O povão quer socialismo sim, e portanto o terão. São palavras do Lula ladrão, o capeta que há anos se senta com o demônio da oposição para juntos governarem o país. É esse povão "inteligente" que permitiu o socialismo no Brasil faz 20 anos e que agora finalmente terão o Estado comunista.

Que o inferno lhes dê o terrivel castigo merecido e que o futuro de seus filhos possam parecer o passado de Wladimir Putin, filho nascido em uma família de comunistas ferrenhos, operários pobres, que habitavam um mísero casebre de 20 m2. Putin e sua família passavam fome, doença e mesmo assim, idolatravam seus inquisidores. Filho do meio, Putin viu seus dois irmãos morrerem de difteria, seus corpos jogados no chão de um hospital socializado, sem remédios, sem médicos e sem atendimento. Putin passou fome e viveu na miséria da igualdade social, mas teve sorte ao entrar para a elite do poder e ir para a KGB, onde estudou, se formou e conquistou seu espaço.

Se Putin não tivesse a mesma sorte, teria tido o mesmo destino de seu pai e se transformaria em mais um dos milhões de operários que viviam sob as rédeas do Estado. Que todos tenham o destino e o futuro que merecem e que pediram, e viva a República Socialista do Brasil.

Pressionada, Dilma pensou em alegar motivo grave de saúde para desistir de disputar a reeleição

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão - serrao@alertatotal.net
Dilma Rousseff pensou em alegar um motivo de saúde para desistir de concorrer à reeleição. A Presidenta chegou a verbalizar a amigos e assessores próximos tal intenção de jogar a toalha, diante das pressões que vem recebendo. Dilma entra na guerra para permanecer no Palácio do Planalto contra a própria vontade, pois não encontrou condições políticas seguras para fazer valer seu desejo pessoal. Instintivamente, sabe que parte para o sacrifício – com alto risco de derrota, embora, pessoalmente, não se sinta culpada pelo que de ruim possa ocorrer.

A instabilidade psicológica da candidata Dilma é uma das causas das desavenças na cúpula petista de campanha – que Lula nega publicamente existir, em clara manobra defensiva. Dilma se sente pessoalmente incomodada com as ameaças, pressões e traições de uma conjuntura pré-eleitoral que promete ser covarde, desleal e desumana. Dilma pressente insegurança entre os inconfiáveis “aliados” petistas. Chega a temê-los mais que adversários políticos. Também tem pavor do jogo sujo dos reais “inimigos” – lembrando-se, sempre, da espionagem de que foi vítima pela NSA norte-americana.

Dilma não deixa de ter razão. A versão sobre sua intenção de desistir da reeleição – que poderia parecer absurda, impensável e fruto de invencionice da oposição, apenas para desgastá-la – se origina, precisamente, do esquema refinado de monitoramento dos passos de Dilma e de outros membros da cúpula petista. Os interesses contrariados pelo governo, que geram milhões ou bilhões em prejuízos para investidores, explica o jogo imundo da espionagem – tendo Dilma, Luiz Inácio Lula da Silva, e os familiares de ambos como alvos preferenciais.

O Alerta Total já havia antecipado ontem a informação – espalhada por lobistas de Brasília - de que estaria prestes a estourar um grande escândalo sobre o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As denúncias – ligadas a negócios com africanos – atrapalhariam ainda mais a Presidenta Dilma Rousseff – cuja imagem é prejudicada pela proximidade com Lula, na visão, inclusive, de alguns marketeiros que trabalham a peso de ouro para o PT. Se o “informe” procede, ou se é um boato plantado como contrainformação na guerra reeleitoreira, só o tempo vai confirmar.

Uma ação psicológica que não vai colar diz respeito à saúde da própria Dilma ou do Presidentro Luiz Inácio Lula da Silva. Médicos que cuidam de ambos no Hospital Sírio e Libanês, em São Paulo, garantem que os dois nunca estiveram tão bem. Dilma e Lula fazem acompanhamento em um tratamento pós-câncer. Ela no sistema linfático e ele na laringe (onde a alta tecnologia medicamentosa do “SUS dos ricos” conseguiu o milagre de eliminar e impedir a volta de um tumor com cerca de dois centímetros).

Bem de saúde, Dilma e Lula vão mal politicamente. O slogan de campanha – roubado originalmente do falecido Leonel de Moura Brizola -, “a força do povo”, acaba refletindo, exatamente, o contrário: a fraqueza de Dilma e Lula. Ambos convencem os eleitores ignorantes (beneficiados, diretamente, pelo assistencialismo do governo). Também creem neles os torcedores fanáticos da seita petista. A maioria do eleitorado (cerca de 70%) deseja mudança. Tal sentimento, verificado em pesquisas de diferentes institutos, pautará a eleição. A derrota é previsível. O PT só vence se houver fraude eletrônica.

A Presidenta é pressionada pelo pessimismo econômico – com aumento do custo de vida, endividamento das famílias, sinais de desemprego e dificuldades de crédito. O cidadão-eleitor-contribuinte associa os problemas à má gestão do governo no combate à inflação e à política de juros altos (agravada pela voracidade dos bancos, inclusive os ditos “públicos”, no assalto a mão armada dos spreads, taxas e pressão psicológica sobre devedores). Do ponto de vista gerencial, sem soluções concretas para tais problemas, Dilma esgotou-se (até se o leitor quiser optar pelo sentido sanitário do verbo).

O Presidentro é vítima da própria propaganda enganosa, em um culto à personalidade que lhe impôs uma “metamorfose ambulante”. De herói, guerreiro do povo brasileiro, Lula teve sua imagem desconstruída. Não adianta mais evocar o operário que fala errado, que finge não ter estudado. Tal versão enganosa contrasta com a imagem de alguém que se refinou e adotou hábitos de rico. Há muito tempo, Lula está mais para “polvão” ou “pavão” do que para “povão” (coisa de passado muito distante).

Apenas o estilo de sindicalista de resultados de Lula parece imortal. De resto, o escândalo do Mensalão, que milagrosamente não o atingiu diretamente, afetou sua endeusada imagem de “líder”. A pergunta, que martela o subconsciente de qualquer um com bom senso, é: como membros da cúpula de um partido podem ser condenados pelo Supremo Tribunal Federal, sem que o “líder”, presumidamente honesto, tenha, no mínimo, falhado em impedir o esquema de corrupção? A resposta é politicamente óbvia: Joaquim Barbosa fez com que as coisas ficassem pretas para o PT (hoje sinônimo de “Perda Total” para o Brasil).

terça-feira, 22 de julho de 2014

Carta do Padre Zezinho em resposta a um evangélico mal informado.

"Maria não pode nada.
Menos ainda as imagens dela que vocês adoram.
Sua Igreja continua idólatra.
Já fui católico e hoje sou feliz porque só creio em Jesus.
Você, com suas canções é o maior propagador da idolatria Mariana.
Converta-se enquanto é tempo, senão você vai para o inferno com suas canções idólatras..."
Paulo Souza, São Paulo - SP.

RESPOSTA ENVIADA PELO PADRE ZEZINHO (foto)

Paulo.

Paz no Cristo que você acha que achou!
Sua carta chega a ser cruel.
Em quatro páginas você consegue mostrar o que um verdadeiro evangélico não deve ser.
Seus irmãos mais instruídos na fé sentiriam vergonha de ler o que você disse em sua carta contra nós católicos e contra Maria. O irônico de tudo isso é que enquanto você vai para lá agredindo a Mãe de Jesus e diminuindo o papel dela no cristianismo, um número enorme de evangélicos fala dela, hoje, com o maior carinho e começa a compreender a devoção dos católicos por ela.
Você pegou o bonde atrasado e na hora errada e deve ter ouvido pastores errados, porque, entre os evangélicos, tanto como entre nós católicos, Maria é vista como a primeira cristã e a figura mais expressiva da evangelização depois de Jesus.
Eles sabem da presença firme e fiel de Maria ao lado do Filho Divino.
Evangélico hoje, meu caro, é alguém que pautou sua vida pelos evangelhos e por isso respeita os outros e não nega Maria.
Pode haver diferenças, mas para ser um bom evangélico não é preciso agredir nem os católicos nem a Mãe de Jesus.
Você é muito mais antimariano do que cristão ou evangélico.
Seu negócio é agredir Maria e os católicos.
Nem os bons evangélicos querem gente como você no meio deles.
Quanto ao que você afirma, que nós adoramos Maria, sinto pena de você. Enquanto católico, segundo você mesmo afirma, já não sabia quase nada de Bíblia por culpa da nossa Igreja, agora que virou evangélico parece que sabe menos ainda de Bíblia, de Jesus, de Deus e do Reino dos Céus.
Está confundindo culto de veneração com culto de adoração, está caluniando quem tem imagens de Maria em casa ao acusá-los de idólatras.
Ora, Paulo, há milhões de católicos que usam das imagens e sinais do catolicismo de maneira serena e inteligente. Se você usava errado teria que aprender.
Ao invés disso foi para outra Igreja aprender a decidir quem vai para o céu e quem vai para o inferno. Tornou-se juiz da fé dos outros.
Deu um salto gigantesco em seis meses, de católico tornou-se evangélico, pregador de sua Igreja e já se coloca como a quarta pessoa da Santíssima Trindade, porque está decidindo quem vai para o céu e quem vai para o inferno.
Mais uns dois anos e talvez, de lá do alto de sua sabedoria eterna, talvez dê um golpe de Estado no céu e se torne a primeira pessoa.
Então talvez, mande Deus vir avisar quem você vai pôr no céu ou no inferno. Sua carta é pretensiosa.
Sugiro que estude mais evangelismo e, em poucos anos, estará escrevendo cartas bem mais fraternas e bem mais serenas do que esta. Desejo de todo coração que você encontre bons pastores evangélicos.
Há muitíssimos homens de Deus nas Igrejas evangélicas que ensinarão a você como ser um bom cristão e como respeitar a religião dos outros. Isso você parece que perdeu quando deixou de ser católico.
Era um direito que você tinha: procurar sua paz.
Mas parece que não a encontrou ainda, a julgar pela agressividade de suas palavras.
Quanto a Maria, nenhum problema: é excelente caminho para Jesus.
Até porque, quem está perto de Maria, nunca está longe de Jesus.
Ela nunca se afastou.
Tire isso por você mesmo.
Se você se deu ao trabalho de me escrever uma carta para me levar a Jesus, e se acha capaz disso, imagine então o poder da Mãe de Deus!
De Jesus ela entende mais do que você.
Ou, inebriado com a nova fé, você se acha mais capaz do que ela?
Se você pode sair por aí escrevendo cartas para aproximar as pessoas de Jesus, Maria pode milhões de vezes mais com sua prece de mãe.
Ela já está no céu e você ainda está por aqui apontando o dedo contra os outros e decidindo quem vai ou quem não vai para lá. Grato por sua carta.
Mostrou-me porque devo lutar pela compreensão entre as Igrejas.
É por causa de gente como você.

Pe. Zezinho, scj

PT ataca Aécio com reportagem sobre aeroporto em MG, mas esquece dos aeroportos cubanos

Face lenhosa – Dez entre dez petistas sabem da importância de uma vitória da “companheira” Dilma Rousseff na corrida presidencial. Isso porque uma derrota poderá significar a implosão de um partido que nos últimos onze anos e meio se dedicou diuturnamente ao banditismo político, como provam as muitas ações que tramitam na Justiça, as investigações do Ministério Público e as operações policiais em andamento. Afinal, os escândalos de corrupção que levam a chancela estelar do PT são merecedores de uma frase lapidar vociferada por um conhecido comunista de boteco e gazeteiro profissional: “Nunca antes na história deste país”.

Para impedir o avanço dos adversários de Dilma nas pesquisas eleitorais – e consequentemente na disputa pelo Palácio do Planalto – o PT acionou a parte amestrada da imprensa, que não demorou a deflagrar uma operação covarde e desqualificada contra o senador Aécio Neves (MG), candidato do PSDB à Presidência da República.

A notícia sobre a construção de um aeroporto na cidade de Cláudio, no interior de Minas Gerais, pelo governo local foi a primeira investida do PT contra o presidenciável tucano. O movimento rasteiro se explica pelo fato de que Aécio continua ameaçando a reeleição de Dilma e também porque Minas Gerais é o segundo maior colégio eleitoral do País. E comprometer o tucano em sua terra natal seria, na opinião dos petistas, uma decisão acertada.

Acontece que os alarifes do PT e seus genuflexos jornalistas não se preocuparam em checar os preâmbulos da construção do tal aeroporto. A matéria afirma que o aeródromo foi construído em uma fazenda pertencente a familiar de Aécio Neves, mas documentos do governo mineiro provam que a área é do Estado. Ademais, no local onde funciona o aeroporto já existia uma pista em péssimas condições, sendo que a obra, que consumiu quase R$ 14 milhões, serviu para reformar e melhorar o que já existia.

É sabido que em momentos de dificuldades o PT não mede esforços para atacar os adversários, como aconteceu em 2006, quando os “aloprados” de Lula surgiram em cena com o malfadado “Dossiê Cuiabá”, conjunto de documentos apócrifos que incriminavam os tucanos Geraldo Alckmin e José Serra. Um dos beneficiados pela operação criminosa foi o petista Aloizio Mercadante, que à época disputava o governo paulista e atualmente chefia a Casa Civil, que já viveu dias melhores.

Dinheiro brasileiro em aeroportos de Cuba

Qualquer denúncia de desvio ou uso indevido de dinheiro público deve ser investigada a fundo, mas no caso do aeroporto de Cláudio o PT abusou da irresponsabilidade ao encomendar matéria sem alertar aos jornalistas a necessidade de ampla checagem dos documentos. Mesmo assim, as autoridades devem repassar o assunto para que não mais existam dúvidas, punindo os responsáveis por eventuais transgressões... Leia na íntegra AQUI

  
Leia também:

PT promete reabrir o caso das “TVs laranjas” superfaturadas, escândalo que envolve irmão de Requião »

gleisi_requiao_03 Munição pesada – A primeira pesquisa eleitoral sobre a eleição no Paraná (VoxData – contratada pela rádio CBN de…

PT ataca Aécio com reportagem sobre aeroporto em MG, mas esquece dos aeroportos cubanos »

lula_fidel_01 Face lenhosa – Dez entre dez petistas sabem da importância de uma vitória da “companheira” Dilma Rousseff na corrida…

Lula acusa Alckmin pela crise da água em SP, mas ignora a inacabada transposição do São Francisco »

lula_361 Óleo de peroba – Preocupado com a possibilidade cada vez maior de o PT ser derrotado na eleição presidencial…

Operação Lava-Jato pode alcançar ministérios e colocar abaixo a farsa que reina no Palácio do Planalto »

alberto_youssef_01 Reticência indesejada – Dilma Rousseff vive um momento crítico em sua campanha pela reeleição, situação que deve piorar nas…

Economia brasileira avança na direção do precipício e pode detonar o projeto de reeleição de Dilma »

crise_economica_15 Fantasma à solta – A maior ameaça à candidatura de Dilma Rousseff, que concorrer à reeleição, é ela própria.…

Ex-patrão de Gleisi pode engrossar investigações da Operação Lava-Jato, afirmam “requianistas” »

nedson_micheleti_01 Calouro na área – A Operação Lava-Jato – que investiga as estripulias do doleiro Alberto Youssef e sua turba…

Dilma faz discurso insano para defender Putin no caso da derrubada de avião comercial na Ucrânia »

dilma_rousseff_381 Sem noção – Todos sabem que Dilma Rousseff, assim como a extensa maioria dos esquerdistas brasileiros, cultua ditadores mundo…

PT acusa Requião de incentivar o MST a invadir áreas de empresa de reflorestamento no Paraná »

roberto_requiao_25 Maria Louca – Na última quarta-feira (16), faltando poucos minutos para a meia-noite, mil famílias (aproximadamente cinco mil pessoas)…

Criação de fundo reforça a necessidade de derrubar decreto dos conselhos, alerta deputado »

dilma_rousseff_425 Golpe em marcha – O governo petista de Dilma Rousseff já deixou claro que a criação de conselhos populares…

Geração de empregos em junho é a pior desde 1998 e derruba o ufanismo que brotou da Copa »

desemprego_05 Pela culatra – O efeito “boa noite Cinderela” da Copa do Mundo terminou muito antes do que imaginava o…