domingo, 23 de abril de 2017

Judas do esquerdismo, Leonardo Boff abandona Lula. Os ratos já pulam fora do barco…


Por Rafa Silva
O monstro moral Leonardo Boff (foto), responsável maior por colocarem a Igreja Católica brasileira à serviço do petismo, deu mostras, postagens recentes de seu blog, que não irá se comportar mais como poodle adesista de Lula: ao compartilhar texto da esquerdista Carla Jiménez – artigo este recheado de críticas ao seu chefe – Boff reconheceu (finalmente!) a corrupção do PT, algo que evitava fazer ao longo dos últimos anos.

Sua possível ruptura fica expressa em passagem de seu texto, que diz:

"A mim não interessa o partido mas a causa dos empobrecidos que constituem o eixo fundamental da Teologia da Libertação, a opção pelos pobres contra a pobreza e pela justiça social, causa essa tão decididamente assumida pelo Papa Francisco".

Vale lembrar que no ano passado, o sacerdote pelego chamou os brasileiros que protestavam contra Dilma e Lula de “covardes” e “disseminadores de ódio“. Ao que parece, ele não terá a humildade franciscana de atribuir a si mesmo tais qualidades.

Outros serviçais também pulam fora

Além de Boff, recentemente assistimos o ex-jornalista Paulo Henrique Amorim “tirar o pé” do líder da ORCRIM, tecendo críticas pesadas à Lula e seu partido. O blogueiro destacou-se nos últimos anos por fazer pesada defesa do petismo, enquanto seu site era convenientemente patrocinado por estatais e congêneres.

Outro que vai colocando as asinhas de fora é Antônio Palocci; o ex ministro da fazenda, porém, promete delatar o Lula em troca de uma substancial redução de sua pena, posto que se encontra em maus lençóis na operação Lava-Jato.

23 de abril de 2017

OS DIAS ERAM ASSIM...



Pergunte para quem tem 42 anos em diante como era a segurança naquele tempo. Eu digo... você podia sair de uma boate as 3,4 da madrugada e voltar para casa a pé e nada iria lhe acontecer ! Você poderia tbm pegar um ônibus e ele não seria assaltado ! Se você estivesse com um relógio , cordão de ouro no pescoço, nada iria lhe acontecer, porque a criminalidade era baixíssima, praticamente não existia assalto a pedestres. 

Esse era o Brasil dos anos 60. 70 e comecinho dos 80... depois dessa "nova Republica" a criminalidade só aumenta. 

Ninguém mais respeita polícia, ladrão atira em polícia, a polícia está sucateada, sem bala e com armas ultrapassadas e velhas, enquanto a bandidagem compra armas modernas porque as fronteiras estão abertas.

Os Odebrecht presidiam o Brasil enquanto Lula enchia a cara e recebia propinas


Destruíram o Brasil e ainda financiaram amigos ditadores e genocídas na América Latina e na África


Pelo que os Odebrecht estão delatando, quem presidia o país eram eles próprios. Lula, é o chefão do quadrilhão, mas para os empresários corruptos e o Cartel das Empreiteiras não passava de um grande bebum com poder e influência.

De fato, os empresários espertalhões viram na fraqueza moral de Lula, sobretudo, na sua tara por poder e dinheiro, a possibilidade de racharem de ganhar bilhões em outros países além do Brasil, alegrando o cachaceiro poderoso com propinas disfarçadas de cachês para palestras, entre outros presentes como sítios, prédios, mansões etc etc etc.

O que esses caras fizeram com o Brasil é uma bandidagem tremenda e cadeia será pouco para todos eles, incluindo o velho Odebrecht, que em muitos vídeos fala em tom jocoso e em tom de amizade quando se refere a Lula.

E o povo?

Vai seguir manso, como gado indo para o abate, pagando a conta da corrupção, da ladroagem pelos próximos 20 anos.

Durante o dia, nos palanques, Lula era o pai dos pobres. De noite, nos hotéis e restaurantes luxuosos, Lula virava pai dos ricos.


19/04/2017
Denis Rosenfield, no Zero Hora, descreveu o caráter mafioso da ORCRIM lulopetista:

“Para além do conteúdo das falas dos delatores, em particular as do patriarca Emilio Odebrecht e de seu filho Marcelo, chama particular atenção os seus modos respectivos de expressão, a naturalidade com a qual falam de seus crimes.

Para eles, tratava-se de uma prática que tinha se tornado normal, vindo a fazer parte de sua atividade empresarial, se é que esta expressão tinha algum significado para eles. Empresários, no sentido estrito, não o eram por eliminarem a concorrência, superfaturarem os preços, não inovarem e viverem de relações mafiosas com ‘seus’ políticos, em particular o chefe de todos eles, Lula. O relato da intimidade entre eles é espantoso. O suposto ‘pai dos pobres’ revelou-se, na verdade, o ‘pai dos ricos.

O grande empresário tinha se tornado ‘vermelho’, enquanto o ‘vermelho’ vendia os seus serviços ou os comprava conforme os benefícios deles e de seus respectivos comparsas. A máfia siciliana deve ter tido inveja deles (…).

Imaginem se os ganhos da corrupção, dos superfaturamentos, dos oligopólios dessas empreiteiras e dos políticos fossem destinados, como de direito, para toda a população.

O país seria, seguramente, outro. Já o é, em certo sentido, por ter começado a limpeza.”

De rei a bobo da corte


Ao saber da decisão de Moro, Lula achou tratar-se de uma brincadeira. Ao perceber a seriedade da situação externou sua onipotência: - Tá pra nascer um homem que me faça ir 87 vezes à Curitiba. Se ele se acha poderoso por ser Juiz, eu sou Luiz Inácio Lula da Silva, não esses "bonecos", que ele costuma prender.

Desnecessário comentar sobre volume do destempero.

Aos berros ordenava advogados que dessem um jeito de acabar com a palhaçada ou procurar outro emprego. De nada adiantava pedir calma. Transtornado, deixava claro jamais ter sido afrontado dessa forma e que não aceitaria tamanha humilhação.

Perplexidade total. Ninguém de sua equipe, ou de qualquer outra, poderia imaginar tacada de Moro nesse nível. Genial, sob todos os aspectos e 100% de acordo com a Lei.

Réu tem a prerrogativa de se fazer representar por Advogados se assim o desejar, desde que tenha concordância do Juiz. Manobra vista como decisão a fazer parte da "Bibliografia" do Direito no Brasil.

Sem dúvida, não bastasse o conjunto da obra, Moro entrou definitivamente pra História.

Lula também ficará marcado.

De Rei a Bobo da Corte.

sábado, 22 de abril de 2017

Leo Pinheiro entrega documentos que Lula havia ordenado destruir


Léo Pinheiro da OAS, por meio de sua defesa, entregou à Justiça Federal do Paraná documentos para tentar comprovar as afirmações de que o ex-presidente Lula foi beneficiado pela reforma de um tríplex em Guarujá (SP).

Segundo O globo, entre os documentos entregues estão o registro de que dois carros em nome do Instituto Lula passaram pelo sistema automático de cobrança dos pedágios a caminho do Guarujá entre 2011 e 2013. Não há, no entanto, documento que comprove que as viagens tiveram como destino o apartamento.

Registros de ligações telefônicas entre Pinheiro e pessoas ligadas a Lula, como Clara Ant, Paulo Okamotto, José de Filippi Jr. e Valdir Moraes da Silva (segurança), a partir de 2012, também estão entre as provas. As listas trazem data e duração da conversa, mas não seu conteúdo.

Agora o mais importante:

Foram anexados também e-mails que mostram a agenda de Lula. Neles aparecem a previsão de encontros com Pinheiro, e mensagens da secretária do instituto para Okamotto, que preside a entidade, avisando que o empresário havia ligado para falar com ele.

A defesa de Lula insiste em alegar que a delação "negociada para agradar" aos procuradores e destravar seu acordo de delação.

Lula pode ter a prisão preventiva decretada já na próxima semana.

Fonte: https://www.papotv.com.br/posts/

Governos de Lula e Dilma são considerados os piores do mundo, no ranking da América Latina

Relatório do CMC revela que Brasil ocupa o último lugar em termo de competitividade como resultado dos maus governos petistas.

O relatório anual, divulgado pelo Centro Mundial da Competitividade (CMC), divulgado nesta segunda-feira, dia 06, mostrou um resultado nada satisfatório para os países da América Latina. O Brasil ficou classificado como um dos últimos países em quesitos como burocracia, transparência de seus governos e, por último, no item corrupção. Estes dados são divulgados anualmente e medem a capacidade de todos os países do mundo em termos de desenvolvimento econômico e institucional.

O Brasil foi considerado um dos piores da América Latina por culpa dos governos Lula e Dilma

De acordo com o diretor do CMC, Arturo Bris, o Brasil causa grande preocupação por ser considerado um dos países latino-americanos com o pior #Governo do mundo. Segundo o mesmo, o crescimento do país não é impossível, entretanto, se seus governantes não fazem o que é certo, todo o resto tende a fracassar. Ele culpa exclusivamente os dois últimos governos petistas, tanto de Dilma quanto de Lula, como os únicos responsáveis pela situação extremamente crítica em que o país se encontra.

O Brasil encontra-se na posição de lanterna em relação a todos os demais, ficando atrás da Venezuela, Mongólia e da Ucrânia. Segundo o ranking, o país despencou da posição 58, em 2014, para a posição 60, em 2015, e, atualmente, está na posição 61, o último lugar na classificação. Nesta lista, o Chile é o único da América Latina que aparece entre os primeiros 40 classificados A liderança mundial é de Hong Kong. Na mesma, ainda aparecem, nesta ordem, México, na posição 45, depois Colômbia, na classificação 51, Peru, em 54º, e Argentina na posição 55.

O relatório do CMC considerou, além dos aspectos de corrupção e transparência, outras condições negativas como a demora em se abrir uma empresa no país e as barreiras existentes que dificultam a entrada de capitais. Os dados levantados para a pesquisa são referentes a 2015, portanto, abrangem o último governo Dilma. Isto possibilitou a obtenção de um diagnóstico bem atual da realidade brasileira.

Segundo Bris, este resultado negativo para o país deverá ter um reflexo significativo nas próximas gerações. Elas terão que despender uma grande carga de trabalho e de mais sacrifícios para tentar reverter esta situação. Além disto, o Brasil continuará a sofrer com a constante falta de uma infraestrutura adequada e de um sistema público de saúde e educação muito precários. Segundo o Conselho, a burocracia e a morosidade do serviço público constituem uma das principais barreiras que impedem, diretamente, o seu desenvolvimento econômico.

Na sua conclusão, o CMC advertiu para o fato de que todos os países que fazem parte da América Latina ainda não estão aptos a subirem no ranking mundial, pela falta de uma conjunção de todos os fatores necessários para tal evolução.