sexta-feira, 31 de maio de 2013

A Religiosidade do povo brasileiro


José Lisboa Moreira de Oliveira * 
Na última semana do mês de agosto de 2011 foram publicados os dados da Pesquisa de Orçamento Familiar (POF), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Tais dados trazem algumas informações interessantes sobre a religiosidade do povo brasileiro.

[José Lisboa Moreira de Oliveira*, Adital, 16 set 11] O primeiro aspecto da pesquisa que chama a atenção é o aumento das pessoas que não mantêm vínculos com a sua crença. Declaram-se pertencentes a uma denominação religiosa, mas reconhecem que não são praticantes. Entre os católicos isso já era bem visível. A novidade está por conta dos evangélicos, onde os não praticantes passaram de 0,7% para 2,9%.

Tal situação revela que as pessoas, cada vez mais, constroem sua religiosidade sem se preocupar com o que dizem as suas instituições religiosas. Vale a interpretação pessoal e não a orientação das lideranças e das igrejas. Para as instituições religiosas isso representa um grande desafio, uma vez que tal fenômeno enfraquece o poder de controle sobre as pessoas e de transmissão das tradições religiosas. Pode ser o início do fim de muitas igrejas e religiões, pelo menos em determinadas partes do mundo.

Embora não seja totalmente uma novidade, uma vez que o fenômeno já vem de algum tempo, um segundo elemento bem significativo é o aumento do trânsito religioso. Trata-se da circulação de fiéis por diferentes denominações religiosas. As pesquisas apontam que pelo menos 53% dos brasileiros e das brasileiras já circularam por mais de uma denominação religiosa. A mobilidade entre os evangélicos chega a quase 40% dos adeptos de igrejas pentecostais e neopentecostais,

Para explicar esse fenômeno, Libanio, estudioso da questão, usa a metáfora do ônibus circular: tem sempre gente entrando e saindo. Isso revela a incapacidade cada vez maior de atrair e de segurar os fiéis, por parte das instituições e lideranças religiosas.

Fica bem evidente que a religiosidade se tornou uma experimentação. As pessoas não se fixam mais no institucionalizado, mas exercitam o poder de escolha, como fazem para tantas outras questões. Há o afrouxamento dos vínculos e dos compromissos. Esse dado revela a impotência das instituições. Elas não conseguem oferecer algo mais consistente, capaz de levar o fiel a aderir aos seus credos de modo permanente ou definitivo.

É claro que tal fenômeno tem a ver com a pós-modernidade, período em que tudo o que é sólido “se desmancha no ar”. Mas revela também uma profunda crise interna das instituições religiosas. Elas não exercem mais poder de atração sobre os fiéis que nelas estão ou chegam. Mostra como seus processos pedagógicos e metodológicos – se é que eles realmente existem – não mais funcionam para os tempos atuais. Precisam encontrar alternativas. Mas parece-me que isso continua muito difícil, uma vez que tais instituições, diante de fenômenos como esses que a pesquisa menciona, ao invés de buscarem outros caminhos, se fecham nos casulos do fundamentalismo e do conservadorismo. Elas continuam rígidas, fechadas, intransigentes e insensíveis aos verdadeiros problemas das pessoas que pedem mais flexibilidade, compreensão, misericórdia, perdão e ternura.

Um terceiro dado revelado pela pesquisa mostra que são as mulheres a mudarem de religião com mais frequência. E fazem isso mais por razões altruístas do que por motivos pessoais. As razões vão desde a recuperação de um casamento até a preocupação com um filho ou um parente doente. Já os homens mudam de religião na tentativa de resolver questões pessoais. Também aqui aparece a crise das instituições. Fazem muito barulho na mídia e nos templos, mas na prática não acompanham e nem seguem de perto os seus fiéis. Há rebanhões, encontros de massas, concentrações, acampamentos, mas as pessoas continuam se sentindo sozinhas, abandonadas. Por isso vivem mudando de religião, de igreja, na tentativa desesperada de encontrar alguém que as ajude concretamente.

A atual política das igrejas é de arrebanhar multidões e não de solidariedade, de escuta e de oferecer apoio real às pessoas. Essas continuam se sentindo sozinhas e sem ninguém. Os templos religiosos se tornaram supermercados da fé, onde se vendem “kits de salvação” a preços diferenciados, segundo o poder aquisitivo de seus fiéis. As igrejas se tornaram agências de prestação de serviços religiosos. O marketing e a propaganda atraem os fiéis para que comprem os kits. Mas, ao experimentarem os produtos, os fiéis descobrem que eles não passam de propaganda enganosa, uma vez que a vida não muda num passe de mágica, com o consumo de um produto religioso. Por isso vão à busca de outros kits, na esperança de um dia encontrar algum “elixir milagreiro” que resolva todos os seus problemas.

Há mais um dado que me chamou muito a atenção: o crescimento no Brasil da religião mulçumana. Pesquisas revelam que o número de convertidos na comunidade mulçumana do Rio de Janeiro pulou de 15% em 1997 para 85% em 2009. Segundo os dados, a conversão de brasileiros para o islã cresceu em 25%. Em Salvador, 70% da comunidade mulçumana são de pessoas convertidas. O crescimento se dá não obstante toda a propaganda anti-islâmica desenvolvida pelos países ocidentais, liderados pelos Estados Unidos. A pesquisa está em consonância com os dados mundiais. Segundo algumas estimativas, em 2050, os mulçumanos serão a maior religião da Europa em número de fiéis.

O que faz uma religião tão perseguida, e tida como perigosa para a liberdade e a democracia, crescer de modo tão acelerado? Alguns pesquisadores acreditam que as pessoas estão se dando conta de que o islã não é esse “bicho-papão” pintado pela propaganda ocidental. Sua religiosidade permite maior compreensão de certos problemas, inclusive mundiais, que outras formas de religiosidade não conseguem oferecer. Ele se apresenta como uma religião menos intransigente do que aquilo que se pinta na propaganda midiática. Por outro lado, oferece mais solidez e motivações do que as religiões tradicionais do país.

Portanto, o perfil da religiosidade brasileira aponta para uma autonomia religiosa dos fiéis. Estamos cada vez mais deixando de lado a fé institucionalizada para abraçar uma religiosidade mutante, híbrida e pouco ortodoxa. Os contornos religiosos são escritos a lápis para serem apagados e refeitos sempre que for preciso. Quem sabe seja a oportunidade para que as instituições religiosas, acostumadas a tratar seus fiéis como simples “cordeirinhos”, aproveitem para fazer revisão de suas práticas, começando a enxergar o óbvio: hoje as pessoas querem ser autônomas e livres. Não mais aceitam ser amarradas pelo “cabresto” das lideranças religiosas.

*José Lisboa Moreira de Oliveira é Filósofo. Doutor em teologia. Ex-assessor do Setor Vocações e Ministérios/CNBB. Ex-Presidente do Inst. de Past. Vocacional. É gestor e professor do Centro de Reflexão sobre Ética e Antropologia da Religião (CREAR) da Universidade Católica de Brasília

MÉDICOS CUBANOS - História de um médico cubano, por Sandro Vaia


O Dr. Gilberto Velazco (foto) nasceu em 1980 em Havana e recebeu seu diploma de médico em 15 de julho de 2005.

No depoimento que me deu por e-mail e por telefone, disse que a sua graduação foi antecipada em um ano depois de uma “formação crítica e gravemente ruim”, excessivamente teórica, feita através de livros desatualizados, velhos, rasgados, faltando páginas, além de “uma forte doutrinação política”.

No hospital onde fez residência havia apenas dois aparelhos de raio X para atender todas as ocorrências noturnas de Havana e não dispunha sequer de reagentes para exames de glicemia.

Pouco adiantava prescrever remédios para os pacientes porque a maioria deles não estava disponível nas farmácias.

A situação médica no país é tão precária que Cuba está vivendo atualmente uma epidemia inédita de cólera e dengue.

Em 2 de fevereiro de 2006 foi enviado à Bolívia numa Brigada Médica de 140 integrantes -14 grupos de 10 médicos cada - que iria socorrer vítimas de inundações que nunca chegou a ver.

No voo entre Cuba e a Bolívia conversou sobre assuntos médicos com o vizinho de poltrona e descobriu que ele não era médico, mas provavelmente oficial de inteligência cubana. Calcula que em cada 140 médicos 10 eram paramilitares. Na Bolívia, onde lhe disseram que iria permanecer por 3 meses, ficou sabendo que deveria ficar no mínimo por 2 anos, recebendo 100 dólares de salário por mês e que a família receberia 50 dólares em Cuba - quantia que, segundo ele, nunca foi paga. Viveu e trabalhou em Santa Cruz de la Sierra e em Porto Suarez, na fronteira com o Brasil.

Todos os componentes da Brigada recebiam um draconiano regulamento disciplinar de 12 páginas, dividido em 11 capítulos, que fixava desde horários e requisitos para permissões de saída até regras para relações amorosas com nativos e punia contatos com eventuais desertores.

Os médicos verdadeiros eram vigiados pelos falsos médicos que, segundo Gilberto, andavam com muito dinheiro e armas. Ainda assim, o Dr. Gilberto, em 29 de março de 2006, conseguiu pedir formalmente asilo político à Polícia Federal em Corumbá e foi enviado a São Paulo, onde ficou 11 meses. Pediu à Polícia Federal a regularização de sua situação para poder fazer os Testes de Revalidação Médica exigidos pelo Conselho Federal de Medicina, mas o pedido de asilo foi negado.

Como o prazo de refúgio concedido pelo Conare - Comitê Nacional para os Refugiados - terminava em fevereiro de 2007, pediu asilo aos EUA no consulado de São Paulo, e em 2 de janeiro de 2007 viajou para Miami, Flórida, onde vive agora. A família do Dr. Gilberto foi penalizada por sua deserção com 3 anos de proibição de viagem ao exterior, mas atualmente vive com ele na Flórida. Ele trabalhou para uma empresa internacional de seguros de saúde, onde chegou a receber 50 mil dólares anuais, e atualmente está estudando para concluir os exames de revalidação de seu diploma médico nos EUA.

Sandro Vaia é jornalista. Foi repórter, redator e editor do Jornal da Tarde, diretor de Redação da revista Afinal, diretor de Informação da Agência Estado e diretor de Redação de “O Estado de S.Paulo”. É autor do livro “A Ilha Roubada”, (editora Barcarolla) sobre a blogueira cubana Yoani Sanchez. E.mail: svaia@uol.com.br

quinta-feira, 30 de maio de 2013

PT escancara que vai usar Patrulhas Virtuais para atacar ainda mais sites e blogs de oposição


Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net
Leia também o site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão
serrao@alertatotal.net

É notícia velhíssima a matéria divulgada anteontem pela Folha de S. Paulo sobre a criação de uma “Patrulha Virtual” do Partido dos Trabalhadores. O comando do PT, há muito tempo, já dispõe de uma grande central informatizada – com equipamentos de última geração – para realizar o “patrulhamento ostensivo” na internet contra qualquer um que escreva contra eles. A medida tem o apoio do presidente da legenda, Rui Falcão.

A maior preocupação dos petralhas é que eles têm perdido a batalha de comunicação nas redes sociais. Na mídia tradicional, seduzida pelas verbas de publicidade do governo e das empresas estatais e capimunistas (onde os fundos pensão aparelhados pelo PT têm poder de influência e decisão), os ataques são facilmente neutralizados. Além disso, se a mídia amestrada desagrada, o PT vem logo com a velha e insistente ameaça de fazer a “regulamentação dos meios de comunicação”.

Como a guerra de informação na internet exige uma tática de guerrilha mais suja, na avaliação do comando petista, de agora em diante o partido já deixa claro que vai radicalizar para cima dos opositores. O objetivo principal é tornar menos complicada a nada fácil campanha reeleitoral de 2014. Além de blindar Dilma dos ataques, os petistas precisarão de uma ofensiva para eleger Lula senador por São Paulo – para lhe garantir imunidade parlamentar e foro privilegiado.

O 4º Congresso Nacional do PT,em setembro, já tinha aprovado a formalização dos MAVs (Militâncias em Ambientes Virtuais). Mas tal sistema de monitoramento e pronta resposta já funciona, há muitos anos, em uma megacentral de informática mantida pelos petistas em Porto Alegre. Do QG sulista partem não só prontas-respostas a sites e blogs. O patrulhamento já em vigor há muito tempo costuma invadir os computadores dos “inimigos” para rastrear e-mails e mapear a rede opositora, com informações pessoais e sigilosas que podem ser usadas se for politicamente necessário.

Por isso, é difícil acreditar agora na promessa feita à Folha de S. Paulo por Adolfo Pinheiro – que será o coordenador do esquema de “Patrulha Virtual”... Continuar lendo

Bolsa família X Frentes de trabalho


Lembro que em governos anteriores, até nos milicos, sempre haviam programas de frente de trabalho para o povo pobre do Nordeste. Principalmente em municípios castigados pela recorrente seca que assola o país desde os tempos de Cabral.

Se todo o dinheiro enviado para combater a seca desde sempre tivesse sido usado com responsabilidade, o Nordeste certamente teria um IDH acima da Noruega.

Dia desses em uma conversa entre amigos surgiu este assunto, e me dei conta que desde a posse do EX presidente Defuntus Vagabundus, nada ou muito pouco tem sido feito no sentido de dar trabalho remunerado para as populações carentes das regiões mais pobres do país.

Em vez de dar trabalho criaram o paternalismo estatal em troca de voto. O Bolsa Família.

Transformaram uma legião de cidadãos, cidadão apenas porque tem título de eleitor, pois o meu conceito de cidadania passa pelo emprego, civismo, ética, honestidade, responsabilidade e muito trabalho, mas, enfim....Transformaram cidadãos pobres ou miseráveis em gado, o voto de cabresto é uma pratica odiosa no Brasil desde os tempos dos "Coroné".

E o PT para a perpetuação no poder, transforma uma parcela da população em zumbis da falta de tudo como vimos nos boatos do bolsa família....

Incapacidade vermelha


Hermann Hoffman Venicius Santos, um brasileiro formado na ELAM-Cuba, grande defensor da importação de médicos estrangeiros. Não conseguiu passar num vestibular de medicina no Brasil, nem sequer passou perto disto, nem das piores disponíveis!

Foi enviado para Cuba, onde é o líder da facção local do PT, na época desta foto, cursava o 5º ano da faculdade de medicina na ELAM, sabendo-se despreparado para revalidar seu diploma, luta com unhas e dentes pela revalidação automática.

Estas são as pessoas que se dizem preocupadas com a saúde do povo no Brasil, quando na verdade só se preocupam com o próprio umbigo, almejando algo que legal e méritocraticamente não conseguiram.

Postado por BLOG DO MARIO FORTES

AS LEIS DO PODER QUE NÃO EMANA DO POVO. LEIS QUE ENFRAQUECEM E ENVERGONHAM UMA NAÇÃO


Um detalhe mastodôntico que não pode ser mais ignorado. Nunca antes neste país as LEIS deram tanta brecha para tantos advogados recorrerem a tantos recursos, numa espiral inflacionária de implementações/confusões jurídicas, que, longe da JUSTIÇA JUSTA, fazem o aniquilamento consentido da atividade legal neste país.

Só que, felizmente, o brasileiro das arquibancadas já está enojado de tanta embromação do pessoal do JURIDIQUÊS. Traduzindo: nossas LEIS não são sérias, não são inflexíveis, e nem robustas e íntegras. Os furos, os meandros, os interstícios, a multidubiedade de interpretação, e hermenêutica, são condição sine qua non para a cachorrada civil que a imprensa não cansa de mostrar.

Nunca tantos ladrões diplomados/endinheirados roubaram tanto, e sorrindo com os arreganhamentos da hipocrisia, contra as poucas autoridades responsáveis que ainda tem a decência de blindar/ativar a honestidade neste abençoado país. É por isto, tão somente por isto, que nossas guilhotinas jurídicas não alcançam os pescoços dos brasileiros graúdos, criminosos de vários e crônicos crimes contra a sociedade civil deste roubado/saqueado povo brasileiro!

Renzo Sansoni

quarta-feira, 29 de maio de 2013

O Papa Francisco explicou por que mora na Casa Santa Marta



VATICANO, 29 Mai. 13  (ACI/EWTN Noticias).
Em uma recente carta enviada a um sacerdote argentino, o Papa Francisco explicou por que mora na Casa Santa Marta, o lugar onde decidiu fixar sua residência logo depois de ficar ali nos dias do Conclave em março deste ano no que foi eleito Pontífice.

A carta escrita de punho e letra do Papa, divulgada pela agência AICA, foi enviada ao Padre Enrique Martínez, pároco da Anunciação do Senhor, no bairro Cochangasta, da diocese de La Rioja na Argentina.

A seguir a íntegra da carta:

"Querido Quique: Hoje recebi a carta do último dia 1° de maio. Trouxe-me muita alegria, a descrição da Festa Patronal me trouxe ar fresco. Eu estou bem e não perdi a paz frente a um fato totalmente inesperado, e isto o considero um dom de Deus.

Procuro manter o mesmo jeito de ser e de agir que tinha em Bs As, porque se eu mudar na minha idade, com certeza vou fazer um papel ridículo.

Não quis ir morar no Palácio Apostólico, vou lá só para trabalhar e para as audiências. Fiquei morando na Casa Santa Marta, que é uma casa de hóspedes (onde ficamos hospedados durante o Conclave) para bispos, padres e leigos. Estou perto das pessoas e levo uma vida normal: missa pública de manhã, como no refeitório com todos, etc. Isto me faz bem e evita que fique isolado... Continuar lendo

Jutahy critica doação de dinheiro de brasileiros a ditador africano


O deputado federal Jutahy Jr. (PSDB) atacou hoje a decisão da presidente Dilma Rousseff (PT) de perdoar uma dívida de R$ 352 milhões do Congo-Brazzaville, passando a mão na cabeça de um ditador milionário às custas dos impostos pagos por trabalhadores e trabalhadoras brasileiras com o objetivo de difundir a falsa idéia de que se tranfere dinheiro para a pobre África. “A decisão que a presidenta Dilma adotou e anunciou, na Etiópia, contraria todas as normas de Direito Internacional de preservar as garantias de pessoas que precisam respeitar a democracia. Só para lhes dar uma ideia, o presidente do Congo, Denis Sassou-Nguesso, está governando aquele país há 30 anos. O primeiro período foi de 1979 a 1992 e, agora, de 1997 a 2013.
Essa pessoa está recebendo o dinheiro dos brasileiros que trabalham, que pagam impostos, que não têm nenhuma obrigação de fazer doação a um ditador milionário que, só na França, tem 16 imóveis, de transferir dinheiro brasileiro dos trabalhadores que pagam impostos para uma ditadura sanguinária que está comandando aquele país há tantos anos”, disse em discurso na Câmara o parlamentar baiano.
Segundo Jutahy, a iniciativa não faz sentido, a não ser a “falsa ideia propagandista que se está transferindo e perdoando dinheiro para a África. Mas nós não estamos transferindo dinheiro para a África; nós estamos tirando o dinheiro de brasileiros para um ditador, que está lá no poder há quase 30 anos. Esse perdão de dívida para os países africanos, só para o Congo-Brazzaville, representa 40% desse perdão”. “Tenho que manifestar o meu protesto, a minha indignação. O dinheiro brasileiro não é para ditador, não é para corrupção, não é para quem pratica crimes contra a humanidade”, declarou Jutahy.

Com a Caixa e o governo admitindo “erro” na confusão do Bolsa Família, a ministra Maria do Rosário deveria pedir demissão

Rui Falcão, presidente do PT, e Maria do Rosário,
ministra de Direitos Humanos: nada de desculpas nem de demissão
 (Fotos:Ricardo Weg / PT :: Marcelo Camargo / ABr)

E agora? Com a Caixa e o governo admitindo “erro” na confusão do Bolsa Família, a ministra Maria do Rosário deveria pedir demissão, Rui Falcão deveria pedir desculpas — e por aí vai. Alguém acredita nisso?

Política & Cia

Por Ricardo Setti
De forma absolutamente irresponsável, a ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, acusou uma inexistente “central de boatos da oposição” pelo princípio de pânico e corrida a aos caixas eletrônicos de milhares de beneficiários do Bolsa Família no sábado, 18.

O inefável Rui Falcão, presidente nacional do PT, enxergou “terrorismo eleitoral” nos fatos, mirando igualmente, da mesma forma leviana e irresponsável, a oposição.

Lula, que não sossega a língua, atribuiu a coisa a “gente do mal”, enquanto o ministro da Justiça mencionava, sem contudo apontar culpados, uma suposta “manobra orquestrada”.

E, no entanto, como se viu, tudo se deveu a um “erro” da Caixa Econômica Federal, admitido e explicado pelo próprio presidente da entidade, Jorge Hereda, que teve a dignidade de também pedir desculpas.

Num país decente, numa democracia que se preze, a ministra Maria do Rosário deveria pegar seu boné e ir para a casa. Uma acusação absurda e infundada — mesmo que mal e canhestramente retificada depois — é motivo mais do que suficiente para, uma vez desmentida pelo próprio governo a que pertence, um integrante da equipe ir embora... Continuar lendo

Fizesse jus à fama de durona, Dilma já teria demitido a ministra Maria do Rosário e o presidente da Caixa


Olho da rua – O episódio do Bolsa Família não pode ser esquecido tão cedo pelos brasileiros, apesar do feriado prolongado que se avizinha, o que é um alento para governo irresponsável de Dilma Vana Rousseff. O caso é de extrema gravidade, pois mostra que o PT transformou uma instituição financeira pública em banco de governo, a exemplo do que tenta fazer com a Polícia Federal e o Supremo Tribunal Federal. Presidente da Caixa Econômica Federal, instituição responsável pela operação financeira do “Bolsa Família”, Jorge Hereda já deveria ter sido demitido ou, então, ter renunciado ao cargo, tamanho é o escândalo. O imbróglio faz lembrar o caso da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa, o Nildo, que teve a conta bancária devassada a mando de integrantes do governo, que desejavam tirar o então ministro Antonio Palocci Filho do olho do furacão. À época, o então presidente da Caixa, Jorge Mattoso, homem da cota de Marta Suplicy, negou durante alguns dias o fato, mas ao final se rendeu por não conseguir sustentar mais uma mentira esculpida a várias mãos imundas.

Não fosse a imprensa, que logo mais estará focada em outros assuntos, o episódio do Bolsa Família já teria caído no esquecimento. O que aconteceu mostra o viés criminoso de um governo que não mede consequências para alcançar seus objetivos, mesmo que para isso seja preciso atropelar a dignidade do cidadão.

O assunto vinha sendo levado em banho-maria pelos palacianos, até que o Ministério Público anunciou a decisão de investigar o caso. Foi o bastante para que a verdade saísse dos subterrâneos, apesar de o governo ainda continuar na busca de um culpado, o que já é considerado como missão impossível. Mas sempre há nos enredos petistas um funcionário reles ou estagiário pronto para avançar na fila do abate.

Dilma, que adora exibir seu destempero comportamental nos bastidores, inclusive com direito a carraspanas desnecessárias e arremesso de notebooks e outros objetos, continua agarrada ao silêncio obsequioso, como sempre faz em casos de extrema dificuldade. Isso evidencia a personalidade covarde e omissa da presidente, o que a faz conivente com a lambança.

Considerando que a Caixa não consegue gerenciar o pagamento do programa que o carro-chefe de um governo populista, que faz da esmola social a ferramenta para manter seu curral eleitoral, cabe pelo menos uma pergunta. Como a Caixa administra o dinheiro das loterias, os recursos do “Minha Casa, Minha Vida” e das emendas parlamentares? Quem fiscaliza essas bilionárias operações? Se chacoalhar muita gente será flagrada com a mão na botija.

Enquanto isso, a petista radical Maria do Rosário, a “aloprada” de Dilma que culpou a oposição pelo escândalo do Bolsa Família, continua impávida, colossal, quando já deveria estar demitida. Resta saber se algum político da oposição terá coragem de processar Maria do Rosário, cada vez mais persona non grata. Fosse coerente, Maria do Rosário já teria arrumado as gavetas e pego o boné. Mas isso dificilmente acontecerá, pois o PT é um grupelho de quinta em que ora impera o corporativismo, ora impera a autofagia política. Triste Brasil!

Ucho.Info.

Postado por Blog do Beto

terça-feira, 28 de maio de 2013

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Acidente na BR 101 provoca morte da secretária de saúde da cidade de Cardeal da Silva


Por volta das 9h45 desta segunda (27), a secretária de saúde da cidade de Cardeal da Silva, Rosane da Silva Santos (foto), se envolveu em um acidente automobilístico. A secretária viajava para Cardeal da Silva sozinha em seu carro, um Cross Fox placa JKV 3791 licença de Feira de Santana, quando colidiu com um caminhão carregado de blocos, que vinha no sentido contrario, Rosane morreu no local. O acidente ocorreu na BR 101 município de Entre Rios. Segundo informações Rosane reside em Alagoinhas. No momento o corpo de Rosane ainda esta preso nas ferragens. Ainda nesta matéria logo mais, informações completa. 
(Informações do site Aragão Notícias)

MAIS UM CORRUPTO PROTEGIDO DE DILMA, FERNANDO PIMENTEL


Foto: Presidente Dilma Rousseff cumprimenta o ministro Fernando Pimentel na cerimônia de ampliação do plano Brasil Maior, de incentivo à indústria    (Google)


Procurador confirma denúncia de corrupção contra ministro 'intocável'. Fernando Pimentel, o 'intocável' ministro do Desenvolvimento brasileiro, próximo de Dilma Rousseff, foi acusado pelo Procurador-Geral da República de desvio de verbas.

O 'intocável' ministro do Desenvolvimento brasileiro, Fernando Pimentel, um dos colaboradores mais próximos de Dilma Rousseff e que a presidente, ao contrário do que fez com outros denunciados, manteve no governo apesar de inúmeras denúncias de irregularidades, está a ser acusado pelo Procurador-Geral da República (PGR), Roberto Gurgel, de desvio de verbas quando era presidente da câmara de Belo Horizonte, terceira maior cidade do Brasil.

As denúncias contra Pimentel não são de hoje, mas a divulgação pela imprensa neste fim de semana de documentos sigilosos que tramitam no Supremo Tribunal Federal mostram que o próprio PGR não tem qualquer dúvida de que o ministro que Dilma defende ferrenhamente é o autor do crime de corrupção.

“O denunciado, Pimentel, concorreu ativamente para os desvios”, lê-se num trecho da acusação enviada à corte suprema pelo Procurador-Geral, e até agora mantida em segredo, enquanto noutro trecho o chefe do Ministério Público reforça: “A denúncia contém clara e concisa descrição dos factos criminosos e dos indícios de autoria que permitem com segurança apontar o denunciado como autor dos delitos.”

Fernando Pimentel, que coordenou a campanha de Dilma Rousseff à eleição, em 2010, e é o mais cotado para chefiar também a campanha à reeleição nas presidenciais de 2014, é há vários anos alvo de graves denúncias de desvio de muitos milhões de euros, quer através de alegadas fraudes em concursos quando era presidente da câmara, quer através de pagamentos milionários de alegadas consultorias após deixar a edilidade. Ao contrário do que fez com outros ministros, que demitiu sumariamente e sem qualquer cerimónia perante outras denúncias, a presidente manteve Pimentel no cargo até hoje e defendeu-o publicamente várias vezes... Continuar lendo

domingo, 26 de maio de 2013

Em Paris, milhares protestam contra casamento gay

EFE 
 Lei que autoriza o casamento gay na França entrou em vigor há mais de uma semana

Cerca de 5 mil policiais foram mobilizados para acompanhar o protesto na Esplanada dos Inválidos, na capital francesa. Milhares de pessoas estão protestando no centro de Paris neste domingo, 26, contra a recente lei francesa que autoriza o casamento de pessoas do mesmo sexo.

A lei entrou em vigor há mais de uma semana, mas organizadores decidiram manter a manifestação, que havia sido planejada há bastante tempo, para reforçar sua oposição à mudança e sua frustração com o presidente François Hollande, que fez da legalização do casamento gay uma de suas promessas de campanha nas eleições do ano passado.

Os manifestantes saíram de três diferentes pontos de Paris e, no final da tarde (a França está cinco horas à frente de Brasília), começaram a encher a Esplanada dos Inválidos.

Cerca de 5 mil policiais foram mobilizados para acompanhar o protesto. Em ocasiões anteriores, ocorreram choques entre manifestantes da extrema direita e agentes de polícia. As informações são da Associated Press.

NA VEJA – Os lobistas José Dirceu e Erenice Guerra se juntam para facilitar negócios de seus clientes com o governo federal



Tremei, Brasília!

Temei, Brasil!

Por Reinaldo Azevedo
Dois potentados no lobismo se uniram: José Dirceu e Erenice Guerra, ambos ex-ministros da Casa Civil. O objetivo é facilitar os negócios de seus clientes com o governo federal. Não é mesmo espantoso? Se os novos ministros do Supremo não caírem na conversa do Zé, logo ele estará na cadeia. Mas continua a ser um dos poderosos de Brasília. Leiam trechos de reportagem de Rodrigo Rangel e Hugo Marques. A íntegra segue na edição impressa.

Leia a reportagem da revista para saber como os interesses de José Dirceu e Erenice acabaram se encontrando e qual é o principal elo entre eles. Essa, como chamarei?, união de talentos tem um braço operativa até na Secretária-Geral da Presidência, cujo titular é Gilberto Carvalho. É o novo Brasil!

A CAIXA preta no “boato” do Bolsa Família


Fica cada vez mais clara a “origem” e as diretrizes de quem fomentou o tal boato do “bolsa família”, em ação que pode se tornar um dos maiores tiros no pé da história do PT.

Principalmente após a descoberta de que a CAIXA, cada vez mais promiscua e utilizada para fins eleitorais, aceitou calada a imposição de antecipar, de maneira inédita, os pagamentos do benefício, “coincidentemente”, para um dia antes da “indignação” do Governo vir à tona.

Vale lembrar que o banco negou a ação até ser descoberto, hoje, em reportagem da FOLHA.

Além disso, militantes do PT, quase sempre remunerados para infernizar a internet, também “coincidentemente”, levaram ao youtube, um dia depois do “boato”, vídeos sobre como candidatos do partido “A” ou “B” não gostam do “Bolsa Família”. Até a reação da presidenta, colocando publicamente que acionaria a Policia Federal para elucidar o caso, soou como um filme de pastelão bem mal ensaiado. Não se sabe até que ponto as referidas investigações estarão desprovidas de interesses, mas, se realmente levadas a cabo, podem demonstrar o quanto alguns políticos pouco se importam com os transtornos que podem ser ocasionados pela ânsia da manutenção do poder a qualquer custo.

Tudo leva a crer que nessa CAIXA preta da imoralidade tem desde dedo de mensaleiro, até braço curto de ex-presidente, além de ação disseminadora da “companheirada” remunerada.

Postado por Blog do Beto

sábado, 25 de maio de 2013

LIVRES, LEVES E SOLTOS PARA CONTINUAREM ROUBANDO


Dirceu e Erenice agora fazem lobby juntos em Brasília.

Reportagem de VEJA desta semana revela que os dois ex-ministros, afastados da Casal Civil após escândalos, atendem juntos empresas e empresários interessados nos mais variados negócios com o governo.

Rodrigo Rangel e Hugo Marques
JOINT VENTURE - Condenado por corrupção, o ex-ministro José Dirceu está diversificando as parcerias (Marlene Bergamo/Folhapress - Fabio Rodrigues Pozzebom/ABR)
Até junho de 2005, quando chefiava a Casa Civil da Presidência da República, o então ministro José Dirceu centralizava praticamente todas as ações do governo. Poderoso, nada acontecia em Brasília sem antes passar pelo seu gabinete. Flagrado no comando do mensalão, o maior esquema de corrupção política da história, ele deixou o governo, abriu um escritório de advocacia, arregimentou clientes na iniciativa privada e ganhou muito dinheiro vendendo uma mercadoria das mais valorizadas na praça: a influência no poder. A ex-ministra Erenice Guerra chefiou a mesma Casa Civil até setembro de 2010.

Pilhada no comando de um esquema familiar que assessorava clandestinamente empresas privadas interessadas em fazer negócios com o governo, ela foi demitida. Assim como Dirceu, montou um escritório de advocacia, reuniu uma carteira de clientes na iniciativa privada e também lucra oferecendo acesso ao poder. A novidade é que os dois ex-ministros agora estão operando juntos. Montaram em Brasília uma joint venture do lobby - uma parceria que atende empresas e empresários interessados nos mais variados negócios com o governo.

Postado por Blog do Beto

PF acha empresa de telemarketing que espalhou boato do fim da Bolsa Família



SERÁ QUE VAI APARECER ALGUM ALOPRADO COM ESTRELA NO PEITO NO MEIO DESSE CHARCO? QUEM PAGOU?

Em menos de uma semana de investigação, a Polícia Federal descobriu indícios de que uma central de telemarketing com sede no Rio de Janeiro foi usada para difundir o boato de que o Bolsa Família, o principal programa ...social do governo federal, iria acabar. Mensagem de voz distribuída pela central anuncia o fim do programa, conforme dados do inquérito aberto no início da semana a partir de uma determinação do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. A descoberta reforça a tese de que a ação tenha sido organizada.

A polícia tentará agora descobrir quem contratou os serviços de telemarketing e se, de fato, existe algum grupo com interesse político-eleitoral por trás da tentativa de se assustar os beneficiários do Bolsa Família. A polícia decidiu também interrogar, a partir da próxima semana, as 200 primeiras pessoas a fazer saques logo após o início da disseminação dos boatos sobre o fim dos programas. A polícia quer saber como cada um deles foi informado sobre o fim do programa. — Está comprovado o uso do telemarketing — disse ao GLOBO uma fonte que está acompanhando de perto as investigações.

Os boatos sobre o falso fim do programa começaram a ser difundidos no sábado passado e provocaram uma corrida em massa à agências da Caixa Econômica Federal, pagadora do benefício. Os primeiros saques foram feitos no Maranhão, Pará e Ceará por volta de 11h do sábado passado, 30 minutos depois do registro de uma das ligações da central de telemarketing sobre o falso fim do programa. No dia seguinte, os terminais da Caixa registravam 900 mil saques no valor total de R$ 152 milhões.

A presidente Dilma Rousseff classificou a ação de criminosa. Cardozo disse que a hipótese mais provável é que se tratava de uma manobra orquestrada. A ministra da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, chegou a insinuar, no twitter que os boatos teriam partido da oposição. Líderes da oposição reagiram e passaram a levantar suspeitas sobre setores do governo que, no fim das contas, acabariam obtendo dividendos políticos com o caso.

Os investigadores do caso tentam se manter longe dos embates políticos, mas não descartam que o episódio tenha alguma conotação eleitoral. O Bolsa Família tem sido motivo de debate nas principais eleições nos últimos anos. A partir do aprofundamento sobre o uso do telemarketing e de declarações dos beneficiários, a polícia entende que poderá esclarecer o caso.

(O Globo)

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Vaticano rechaça que a ONU apresente a pílula do dia seguinte como "produto salva-vidas"


GENEBRA, 24 Mai.  (ACI/EWTN Noticias).
O Chefe da Delegação da Santa Sé para a 66º Assembleia Mundial da Saúde, Dom Zygmunt Zimowski, assinalou que a Igreja "compartilha plenamente o objetivo de reduzir a perda de vidas humanas e de prevenir as doenças", mas considera "inaceitável" que queiram apresentar a pílula do dia seguinte como se fosse um "produto salva-vidas", quando um dos seus efeitos é o aborto do concebido.

Em sua apresentação realizada na sede da ONU em Genebra (Suíça), o Prelado disse que a prevenção se deve realizar com medidas "respeitosas da vida e da dignidade das mães e das crianças, em todas as fases da vida, desde a concepção até a morte natural".

Entretanto, advertiu que o Relatório do Secretariado e a Resolução proposta pelo Comitê Executivo, propõe entre os "produtos salva-vidas para as mulheres e as crianças", a pílula do dia seguinte.

"Enquanto algumas destas recomendações são realmente salva-vidas, aquela da ‘contracepção de emergência’ dificilmente poderia ser considerada tal, já que é bem conhecido que quando a concepção ocorreu, algumas substâncias empregadas na ‘contracepção de emergência’ produzem um efeito abortivo".

"Para minha delegação, é totalmente inaceitável referir-se a um produto médico que constitui um ataque direto à vida da criança in utero, como se fosse um ‘produto salva-vidas’ e, pior ainda, estimular ‘uma maior utilização destas substâncias em todas as partes do mundo", afirmou Dom Zimowski.

Gurgel critica demora na prisão de mensaleiros condenados pelo STF

PROCURADOR-GERAL ROBERTO GURGEL

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, criticou nesta quinta-feira (23) a demora na prisão dos condenados no julgamento do mensalão. Para ele, é lamentável que o segundo semestre do ano comece com os mensaleiros em liberdade. Gurgel acredita que essa “imensa dificuldade” em cumprir as penas surgem porque os condenados estão “no topo da estrutura social”. "É uma pena que demoremos tanto a tornar efetiva a decisão do STF. Tivemos todo o segundo semestre do ano passado consumido neste julgamento e é uma pena que cheguemos ao segundo semestre ainda sem que a decisão seja cumprida", disse Gurgel.

Postado por Blog do Beto

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Está grampeado na 2ª Coorpin homem acusado por vários estupros em Alagoinhas”>


A policia civil na tarde desta quarta-feira (22) foi até a Urbis I bairro Jardim Petrolar, cumprir mandado de prisão, contra Cleelton Santos Conceição (foto), 30 anos, conhecido como "Léo" que trabalha como mototaxista no mesmo bairro onde foi preso, ele é acusado de uma serie de estupros que vem acontecendo na cidade de Alagoinhas, algumas vítimas foram até a delegacia na manhã desta quinta-feira (23) e reconheceram Cleelton como autor dos estupros.

Vale ressaltar que todo trabalho investigativo foi realizado pela equipe da 2ª Coorpin (Coordenadoria de Policia Civil do interior), que tem a frente o delegado Dr. Jobson Lucas, Coordenador Regional da Policia Civil, juntamente com a equipe da DEAM (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher) quem tem o comando da Dra. Lélia Rauimundi delegada titular.

Segundo informações de vítimas que reconheceram Cleelton, elas eram obrigadas a subir na garupa da sua moto, em seguida eram levadas para uma localidade conhecida como faixa, entre o fim do conjunto Alagoinhas IV e a BR 101, lá ele cometia o abuso sexual.

Cleelton encontra-se a disposição da justiça grampeado na 2ª Coorpin. Equipe Alta Pressão acompanha este caso com Exclusividade, a qualquer momento novas informações e vídeo reportagem exclusiva.

Reportagem: Silvestre Santos /
Fotos reprodução: Facebook - Portal Alta Pressão, notícia em primeira mão.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Financial Times destaca em editorial o estilo “mandão” de Dilma e a inoperância do governo brasileiro


Linha de tiro – Criticar o governo do PT ou discordar das afirmações mentirosas dos palacianos é ficar exposto aos ataques de uma equipe comanda por Dilma Rousseff e treinada para isso. E quem está alça de mira do Palácio do Planalto já deve ter ouvido as expressões “Partido da Imprensa Golpista” (PIG) ou “pessimistas de plantão”. Preocupada com o fraco desempenho do seu governo na economia e as seguidas derrotas que lhe impõe a inflação, Dilma agora tem mais um assunto para se preocupar.

O respeitado e sisudo jornal “Financial Times”, em editorial publicado nesta segunda-feira (20), alerta para a necessidade de o Brasil aproveitar o momento para captar recursos no exterior e investir em setores que há muito aguardam algum tipo de ação por parte do governo.

A sinuca de bico no entorno de Dilma fica evidente no trecho em que o FT afirma ser de “fachada” a sensação de que tudo corre bem no País. Além disso, o tablóide inglês destaca que o estilo “mandão” de Dilma Rousseff atrasa a economia, em especial o setor de investimentos... Continuar lendo

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Abandono e descaso na bilionária obra da Transposição incomoda sertanejos


Canais de concreto estourados, valas a céu aberto, mato e abandono são alguns dos cenários encontrados pela reportagem da TV Estadão, que percorreu por quilômetros, em cidades do Nordeste, a Transposição do Rio São Francisco, principal e mais cara obra do Programa de Aceleração do Crescimento do governo Dilma. A reportagem mostra que o abandono é visível, e há trechos em que a obra terá que ser feita novamente. Na cidade pernambucana de Sertânia, por exemplo, há um trecho mostrado pela reportagem de um quilômetro em que os canais de concreto estouraram, a vegetação retomou o local e a manta impermeabilizante foi cortada. “A firma foi embora e depois de abandonarem a obra, está desse jeito, só a buraqueira”, disse um morador da região. Com o acúmulo de problemas na Transposição, os sertanejos culpam a presidente pela paralisação da obra. Assista aqui a reportagem.

(Postado por Eduardo Mota – assessoria de imprensa)

CEBs promove encontro diocesano em Jequié



 
No último domingo, 19, às 8h, foi realizado na diocese de Jequié, o Encontro diocesano das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), na Paróquia Santo Antônio (Km 100, Município de Brejões – Fazenda da Esperança “Chiara Lubich”).

O encontro teve a assessoria do Coordenador das CEB’s Regional Nordeste 3, Tiago Aragão, o qual falou sobre o tema “Justiça e Profecia a serviço da vida”. Além disso, Tiago fez uma breve retrospectiva do surgimento das Comunidades Eclesiais de Base e aprofundou em temáticas relacionadas as CEBs, como Justiça, Paz, Profecia, Anúncio e Romaria.

O momento também foi para lembrar do 13° Intereclesial que vai ocorrer entre os dias 07 e 11 de janeiro de 2014 na cidade e diocese de Crato – CE.

O ‘bolsismo’ permanente que condena o futuro


O Nordeste trocou os coronéis pelos petralhas.
A miséria segue.
Curta e Faça parte da OCC Alerta Brasil https://www.facebook.com/organizacaodecombateacorrupcao
Siga-nos no Twitter https://twitter.com/occ2013
O que se tem, na verdade, é um enorme curral eleitoral cuja capilaridade se concentra nos grotões do Brasil profundo e mais atrasado. O programa tem funcionalidade conservadora, pois pode melhorar o presente, mas não muda a realidade nem tira as famílias da miséria, além de mantê-las sob tutela do governo.

Trata-se do mesmo instrumento de cooptação utilizado pelos coronéis, outrora tão criticados pelos petistas e que hoje se refestelam com as benesses do poder.

Ao invés de incentivar o trabalho, que traz dignidade aos jovens e gera riqueza ao país, o governo do PT se limita a transferir renda e relega a segundo plano a qualificação dos jovens para o mercado.

Para piorar, apesar do cenário fantasioso traçado pelo discurso oficial, o país paga um preço elevado pela irresponsabilidade do governo Lula, que optou pelo populismo ao incentivar o consumo, não investiu em infraestrutura e nos condenou à delicada situação que vivemos hoje, com estagnação econômica e a inflação já se fazendo sentir no bolso do trabalhador. Sem um projeto de desenvolvimento, o PT se apega aos programas sociais para esconder sua própria incompetência.

Não é com práticas coronelistas ou bravatas meramente eleitoreiras que o Brasil avançará. A miséria só deixará de ser realidade quando crescermos de forma sustentável e permanente, a partir do desenvolvimento gerado pela força do trabalho de nossa população.

O "bolsismo" imposto pelo PT para se perpetuar no poder nos remete a um passado de triste memória e condena o país a um futuro sombrio em que as pessoas se conformarão com esmolas e perderão a capacidade de sonhar.


domingo, 19 de maio de 2013

Em discurso de posse, Aécio ataca PT e governo Dilma


Senador Aécio Neves durante a 11ª Convenção Nacional do PSDB, no Centro de Convenções Brasil 21, na manhã deste sábado, em Brasília (PSDB/Divulgação)
 
Senador mineiro foi eleito neste sábado o novo presidente nacional do PSDB.
Ele criticou Pibinho e destacou falhas em outras áreas da administração federal

Gabriel Castro e Marcela Mattos - Veja.com
O primeiro discurso de Aécio Neves como presidente nacional do PSDB foi repleto de críticas ao PT e de referências ao futuro político do país, em tom eleitoral. Mas o tucano evitou se colocar como candidato ao Palácio do Planalto em 2014. "Ainda não é hora de tratar disso", afirmou Aécio, em seu pronunciamento.

O senador foi eleito neste sábado, em chapa única, com apoio de 521 dos 535 delegados votantes. "Não é uma missão formal que assumo. Tampouco a recebo como uma homenagem, mas sim como uma tarefa que desempenharei ao lado de companheiros comprometidos com o mesmo ideal", disse ele, que foi saudado diversas vezes por militantes como futuro presidente do Brasil.

O senador listou aqueles que, segundo ele, são os três marcos do governo Dilma até aqui: "O Pibinho ridículo, irrisório e vexatório, a inflação saindo de controle e as obras de infraestrutura estagnadas". Ele chamou de "fracasso" os dois primeiros anos do governo Dilma, e disse que o governo do PT é o governo "dos amigos, pelos amigos e para os amigos"... Continuar lendo
 
Postado por Editor Blog da Resistência Democrática
 
 
 

sábado, 18 de maio de 2013

Denúncia: FARSA! Não existem 6 mil médicos em Cuba! Quem virá para o Brasil?


ACORDA BRASIL!!!

Existem apenas DUAS Universidades de Medicina em Cuba:
- 'La Habana': Forma em média 200 médicos por ano;
 
- 'Elam - Escuela Latino Americana de Medicina': Forma em média 100 médicos por ano;

Portanto seriam: 200 + 100 = 300 por ano.

Para ajuntar 6 mil médicos, seriam necessários todos os médicos formados nos últimos 20 anos, que teriam de estar disponíveis para vir trabalhar no Brasil.

Vão imprimir 6 mil diplomas e mandar agentes da ditadura da família Castro para formar células revolucionárias no Brasil.

E você? O que acha disso?
 
 

E os cartões corporativos criados por FHC?



Não há nada que não possa piorar!!!

O então Presidente Fernando Henrique Cardoso (durante o seu mandato), fez um contrato com o Cartão Internacional VISA, dando um cartão de crédito para 39 pessoas do governo e um para ele.

O limite de cada cartão era de 400mil, e todos os usuários eram obrigados a fornecer o extrato mensal dos cartões para divulgação no site do governo.

O Presidente FHC gastou em média no seu mandato 320milreais/mês, e seus indicados (uma média um pouco maior) 350mil/mês.

A condição seria para eventuais gastos a “serviço” do executivo.

Está achando um “absurdo”, então continue lendo (não há nada que não possa ser piorado em se tratando de governo)!

Quando o Presidente Lula assumiu, recebeu o mesmo “benefício”, porém, a única diferença foi que no primeiro e no segundo meses ele ultrapassou o limite estipulado, sendo assim, a administradora do cartão elevou para 1milhão o limite de todos os cartões.

Para complementar, o governo petista resolveu proibir a divulgação dos extratos no site, alegando “QUESTÃO SE SEGURANÇA NACIONAL” (ou vergonha nacional???).

Bom, diante dessa situação, somos obrigados a concordar com a atriz Regina Duarte que, durante a campanha para presidente na última eleição, dizia: “eu tenho medo do PT”.

Realmente, não há nada que não possa piorar!!!

(Postagem anônima espalhada por e-mail)

Cartão corporativo pagou vinho e cerveja para Lula


CLÁUDIO HUMBERTO
A ação popular que resultou na condenação de onze servidores, oito deles da Presidência da República, produziu flagrantes do uso abusivo de cartão de crédito corporativo, como a compra de dez garrafas de vinho e três caixas de cerveja para consumo do então presidente Lula, na viagem de junho de 2003 ao “Bumbódromo”, em Parintins (AM). A Justiça decidiu que a farra não se enquadra como “recepção oficial”.

Farra a bordo – Foi no navio Pedro Teixeira, da Marinha, a viagem de Lula a Parintins, que virou farra regada a vinhos e cerveja Skol pagos pelo contribuinte.

Ei, garçom – Somente no item “bares e restaurantes”, em 2003, a Presidência da República torrou R$ 111.632,46 utilizando cartões corporativos.

Por nossa conta – Outras despesas da Presidência da República pagas pelo contribuinte envolvem caixas de chocolate, DVDs e flores, muitas flores.

Devolução– Onze servidores foram condenados a devolver mais de R$ 2 milhões aos cofres públicos, gastos em compras ilegais com cartão corporativo.

Pergunta na boca do caixa – Eram para d. Marisa ou Rose as 14 caixas de chocolate compradas pelo Planalto com cartão corporativo, quando Lula era presidente?

Leia também:

 
(Coluna de Cláudio Humberto)